Festa da Semente

semente2016

O GAIA Alentejo e a ReCo convidam todas as pessoas, de todas as idades e de todas as partes a juntarem-se para Celebrar a Semente!

O foco é trocarmos as nossas sementes e plantas de variedades livres, preparando-nos assim para as sementeiras da Primavera. É também uma óptima oportunidade para procurar saber mais e mais sobre a situação das sementes naquela que é a sociedade Portuguesa, Europeia e Mundial… Qual é a nossa Soberania Alimentar? Qual é a importância das sementes na preservação da floresta? Como voltar a semear variedades endémicas ou locais ? Como beneficiar das leguminosas nas plantações?

A proposta é que todas as pessoas venham com as suas sementes, e que cada pessoa traga também aquela que é a sua semente querida e a história para partilhar… no circuito “Qual a tua semente querida?”

Venham apoiar aquela que é a VI edição da Festa da Semente e vamos dar força às sementes, para que a Diversidade e a Soberania Alimentar tenham um futuro também aqui no Alentejo!

Programa:

9.30h- Troca de Sementes entre bancas. Este proposta foca sobre a troca para as pessoas das bancas terem tempo de troca,  não é limitativa  🙂

10h- Abertura do Mercado “Local e Pró-Activo”! :: todas as pessoas interessadas em montar a sua banca poderão fazê-lo na medida em que esta seja composta pelos os seus próprios produtos e levem uma mesa. Todas as pessoas estão convidadas a levar sementes para troca e as coloquem de forma visível nas suas bancas.

11h – Circuito “Qual a tua Semente Querida?” :: Uma visita guiada às bancas participantes onde vamos descobrir os diferentes projectos presentes e qual a semente que lhes é mais querida e porquê!

11.30h – Conta Conto “Era uma vez umas sementes…” :: Isabel “Artesã de estórias” apresenta um conto infantil sobre sementes.

12h – O Jogo do Valor :: Ideal para todas as idades, promete ser descontraído, arrojado, surpreendente!!! Criado pelo colectivo Terra da Abundância e dinamizado pela Patrícia Caldeira.

12.30h – Almoço Agro-ecológico :: Todos os ingredientes deste almoço serão de produtores locais, que nas suas práticas agrícolas respeitam e promovem a regeneração da natureza. Podem reservar as vossas refeições a partir de 25 de Janeiro para mimo@ecobytes.net assim que por telefone: 926341658 ou ainda 961275904, o custo de cada refeição é de 5 bolotas e serve para financiar este evento.

14h30 – Apresentação pela associação Eco Interventions sobre a floresta portuguesa.

16h00Concerto do Johny Pilgrim, música blues.

 

Data: 6 de Fevereiro de 2016 das 9h30 até 17h00

Local: Salão de Festas de S. Martinho das Amoreiras

Um Ano em Transição

15dez

Dezembro, dia 11. Lançámos no espaço OFICINA de São Luís o pilotíssimo do programa “Um Ano em Transição: criar modos de vida que nutrem a economia local”. 1AT (Um Ano em Transição) é um programa colaborativo de aprendizagem que apoia jovens adultos a criar o meio de subsistência que desejam, simultaneamente empoderando-os a criar uma mudança positiva e sustentável nas suas comunidades. Neste programa a participação dos jovens anda de mão dada com o envolvimento da comunidade, nutrindo e regenerando a economia local. Para saber mais:15dez_1AT

O pilotíssimo terá a duração de 1/2 ano e permitirá pôr em prática e validar a proposta 1AT, com sete projectos e onze participantes focados na bio-região de São Luís/ Odemira.  

UBUNTU em Colos

IMG_2015-12-15 10-58-12

UBUNTU: “Humanidade com os outros. Uma pessoa com Ubuntu está aberta e disponível para outros, apoia os outros. Não se sente ameaçada quando outros são capazes e bons, baseando-se numa auto-confiança que vem do conhecimento que ele ou ela pertence a algo maior.”

Tomámos o conceito sul africano UBUNTU para nomear os encontros que acontecem mensalmente com todas as voluntárias e voluntário que participam no projecto SVE “Odemira na Europa”. Uma vez por mês os seis jovens e duas facilitadoras passam dois dias em conjunto, reflectindo de forma individual e de forma colectiva sobre o seu processo de aprendizagem e desenvolvimento, no decorrer da experiência de Serviço Voluntário Europeu.

O primeiro encontro UBUNTU aconteceu em Outubro, nas Brunheiras, e este segundo encontro decorreu nos dias 14 e 15 Dezembro 2015 em Colos, nas instalações da Sociedade Recreativa Colense. O GAIA Alentejo apoia os parceiros em “Odemira na Europa”, facilitando dinâmicas de educação não-formal dirigidas aos voluntários acolhidos. O encontro de Dezembro focou-se no tema da Comunicação.

O projecto de Serviço Voluntário Europeu “Odemira na Europa” é coordenado pelo Município de Odemira, juntando em parceria GAIA Alentejo/ Transição São Luís, Admira (S. Teotónio), Odemira-Te (Odemira), Sociedade Recreativa Colense (Colos), Associação Humanitária D. Ana Pacheco (Sabóia) e Associação Cultural, Desportiva e Recreativa das Brunheiras. Cada parceiro acolhe um jovem pelo período de um ano, formando assim o conjunto de seis voluntários provenientes de Itália, Estónia, Espanha, Alemanha e Polónia. Neste Verão enviaremos ainda seis jovens alentejanos para uma experiência internacional de curta duração.

Encontr’Reco | Nov 2015

15nov_RECO_s Relato da Lucie Rousset: “Encontrámo-nos este fim de semana no Monte da Carla e família, recebidos bem calorosamente. Fomos cerca de 20 adultos e 10 crianças em encontro auto-organizado. Tivemos um sábado bem cheio: recordações deste ano que passou, acolhimento de novas caras, retorno sobre os nossos sucessos e insucessos, massagem em roda e partilhas sobre crianças e maternidade. Aproveitámos os trabalhos em grupo para planear 2016 com o juízo dos novos entendimentos que nos traz este Encontr’reco, um momento que consagra as nossas éticas, a nossa amizade e o nosso foco.”

RECO em S. Luís

RECO Setembro 2015

Aconteceu no dia 18 de Outubro 2015 a apresentação da RECO Rede Cooperar em São Luís, no contexto das Conversas n’O Lagar e na voz inspiradora da Rita Magalhães.

Conversas n’O Lagar é uma iniciativa da Transição São Luís. Uma vez por mês, coincidindo com a Feira da Alegria (também em São Luís), convidamos uma pessoa ou colectivo a apresentar temas relacionados com novas formas de organizarmos em sociedade e de contemplarmos o nosso próprio estilo de vida, no sentido de irmos passo-a-passo construindo a comunidade na qual queremos viver. O Lagar, por sua vez, é um espaço aconchegante outrora lagar de vinho na Garatuja, São Luís. A visão é deste espaço é promover as artes e a cultura. O Lagar tem apoiado desde a sua renovação diversas iniciativas da Transição São Luís.

Carmen Maraschin da Transição S. Luís reflecte sobre esta apresentação da RECO: “Em primeiro lugar gostaria muito de agradecer à Rita por se ter disponibilizado a vir a São Luís e fazer uma palestra sobre a RECO. Em São Luís somos muito poucos produtores e consumidores e é através da Patrícia que temos participado nas feiras, no entanto temos pouca disponibilidade para reuniões e mails. Pelo que entendi precisamos de nos fortificar a nível local antes de podermos ser mais presentes na RECO. A própria Rita, quando lhe foi perguntado quando voltaria a São Luís, disse: quando vocês estiverem mais organizados.

No entanto a Rita também nos deu a entender que há muito a fazer na própria RECO e que essa precisa de mais mãos e agilidade. No entanto há muito a fazer em São Luís também, pois é uma Transição nova e precisamos trabalhar muito para conseguir novos membros que possam atender aos vários sectores da própria transição. Por exemplo precisamos de representantes em todas as áreas e só agora criamos um espaço onde os que nos representam em alguma actividade podem dar notícias aos interessados. Espero que quem vá ao novo encontro da RECO representando São Luís traga noticias úteis, pois a RECO tem muito valor e espero que consigamos nos organizar rapidamente para termos uma economia mais dinamica e activa”.

O próximo Encontr’Reco acontece em Ferreira do Alentejo, no fim-de-semana 7 e 8 de Novembro.

15nov_RECO_s

Grupo de Acção e Intervenção Ambiental – ONG