DIAGNÓSTICO RURAL PARTICIPATIVO E FUTURO AGRO-ALIMENTAR EM ODEMIRA

O Diagnóstico Rural Participativo para Odemira, organizado pela associação ecologista GAIA com investigadoras do ICS-ULisboa, pretende ser um processo informativo, crítico, dialogante e capacitante, onde se analisará colaborativamente a situação actual do território, em particular naquilo que influi ou advém do sector agroalimentar, identificando forças, fraquezas, desafios e oportunidades do agroterritório e dos agroecossistemas, tracejando um ou mais cenários para o Futuro Agroalimentar são e justo da região.

O projecto visa, em primeiro lugar, analisar a situação actual do território, em particular o estado actual do sector agroalimentar, identificando, entre outros, as principais tensões e convergências entre o(s) diferentes modelo(s) agrário(s) de Odemira e os limites naturais e sociais impostos pelos recursos, agroecossistemas e condições socioeconómicas e socioecológicas do território.

Em segundo lugar, ao recolher dados sobre as características das cadeias alimentares implantadas no território de forma participativa, queremos incentivar a imaginação colectiva dos cenários possíveis para um futuro agroalimentar da região que possa realizar os objectivos de desenvolvimento sustentável como definidos pela ONU (ODS 2: fome zero e agricultura sustentável), os princípios da justiça alimentar e ainda os imperativos impostos pelos desafios socioeconómicos e socioecológicos vividos em Odemira.

Por último, dando ouvidos ao repto da Comissão Europeia de “não deixar ninguém para trás” nas transições energéticas e agroalimentares sustentáveis que se impõem, este projecto visa dar voz a todas as pessoas que dependem dos sistemas agroalimentares do território, capacitando-as para tomar parte nas decisões sobre os mesmos.

O projecto DRP Odemira decorrerá em três fases, entre Fevereiro e Outubro de 2022:

1. Caracterização do território e das principais pessoas e entidades intervientes nos sistemas agroalimentares;

2. Diagnóstico participativo do território mediante a realização de oficinas, entrevistas e levantamento de dados socioeconómicos e socioecológicos numa selecção de explorações;

3. Preparação de um relatório público com as conclusões do diagnóstico e apresentação do mesmo numa conferência de construção colectiva do futuro agroalimentar de Odemira.

Um pensamento em “DIAGNÓSTICO RURAL PARTICIPATIVO E FUTURO AGRO-ALIMENTAR EM ODEMIRA”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s